10 mandamentos da organização de Marie Kondo

Marie Kondo e a magia da organização

Há pouco, precisamente nos primeiros dias de 2019, a Netflix, serviço de TV streaming, lançou arie “Ordem na Casa com Marie Kondo. É sempre muito bom ver sua profissão sendo valorizada na TV e transmitida para o grande público, ainda mais com uma personalidade tão inspiradora igual Marie Kondo.

Na série, a célebre especialista em organização e autora, ajuda pessoas a lidarem com a bagunça em suas casas e suas vidas. Para a transformação, a consultora utiliza seus melhores artifícios e métodos infalíveis para chegar ao estado da perfeita harmonia nos lares onde passa.

Cá entre nós, o que acho mais incrível em Marie Kondo e seus métodos, é seu tratamento especial para com as pessoas e objetos. Kondo é japonesa,ou seja, vem de uma cultura que ensina, acima de todas as coisas, a ter respeito integral e gratidão sobre tudo. Assim é Marie: Sempre que se desfaz de algum objeto, agradece-o pela importância que este teve algum dia em sua vida, mesmo que dali em diante não seja mais necessário permanecer.

Em um de seus livros, o Best Seller “A Mágica da Arrumação”, Kondo apresenta o método KonMari, com alguns mandamentos para alcançar o sucesso. Os dois fundamentos que regem os mandamentos são: A reavaliação de tudo que há em sua casa para se descartar, e a reorganização do espaço, seguindo categorias pré-definidas.

Conheça os 10 principais mandamentos da gurupara uma vida organizada:

1 – Arrume tudo de uma vez só:

Livrar-se de toda a bagunça quando iniciar a maratona de arrumação é essencial para evitar que tudo volte a fica desorganizado.

Às vezes nos frustramos vendo toda a desorganização e pensar em organizar tudo de uma vez pode ser um problema que gera frustração. Eu prefiro, indicar para que comecem por um espaço de cada vez, mas sempre finalizando a arrumação do local. Assim, o todo pode ser dividido em várias etapas. 

2 – Antes de organizar, descarte:

Geralmente, por hábito, acumulamos um enorme volume de coisas que não utilizamos. Neste passo, Kondo esclarece que antes de começar a arrumar as coisas, devemos nos livrar do que não precisamos. Só depois dessa importante atitude, a arrumação começa de verdade.

3 – Comece por itens de menor importância:

Segundo Marie, objetos que guardam valor sentimental ficam por último, pois são mais difíceis de serem descartados. A ordem sugerida por Kondo é: roupas, livros, papelada, itens variados e, por fim, itens de apego emocional, como lembranças e presentes.

É sempre mais fácil começar por coisas sem importância, como objetos quebrados, duplicados e coisas sem utilidade.

4 – Separe as coisas por categorias:

Kondo diz que se você guarda objetos do mesmo tipo em lugares diferentes e arruma um cômodo de cada vez, nunca terá uma dimensão real da quantidade de itens iguais que possui.

É muito importante que você identifique todas as coisas que possui no cômodo a ser arrumado. Junte todos os objetos do mesmo tipo que estiverem “guardados” em lugares diferentes do espaço. Assim, é mais fácil quando você precisar usá-los, pois, estarão centralizados num lugar só.

5 Jogue fora tudo o que não lhe traz felicidade:

Faça a si mesmo a seguinte pergunta: “Isso me traz alegria?”. Se pensar que sim, significa que, por algum motivo, o objeto tem uma importância e deve ser guardado. Caso a resposta seja “não”, livre-se dela. Jogue fora ou doe. Dê um destino para o objeto, o mais rápido que puder.

6 – Agradeça:

Para Marie, antes de descartar qualquer item, é importante que você o agradeça pelo papel que cumpriu em sua vida.

7Não há necessidade de itens especiais para organização:

Segundo Kondo, tudo o que alguém precisa para arrumar a casa ou escritório já existe no próprio ambiente: caixas e gavetas são o básico.

Portanto, nada de desculpas para não organizar seu espaço. É claro que os objetos organizadores são ótimos aliados para ajudar na tarefa da arrumação, mas não podem se tornar uma desculpa. Seja criativo com o que tiver em mãos!

8 – Deixe visível:

Na hora de guardar roupas, segundo Marie, o objetivo deve ser deixar cada peça no formato de um retângulo liso para economizar espaço.

É como o velho ditado “o que os olhos não vêem, o coração não sente”, mas com roupas. Quando você não deixa um item à vista, você simplesmente esquece que ele existe. Por isso, é interessante sempre guardá-los de forma que fiquem acessíveis para quando você precisar.

9 – Evite a intromissão dos parentes e prefira o silêncio: 

A presença de parentes na hora do descarte pode ter um impacto psicológico negativo nessas horas: na cabeça deles, pode parecer inadmissível ver você jogando certos itens fora. Muitas vezes, a solidão é a melhor aliada na hora de arrumar a casa, é um exercício de revisão interior, segundo Kondo.

Organizar o lar deve ser um momento bom para si, portanto, pode ser interessante que você faça isso sozinha. Caso você se sinta só, coloque uma música! O importante é que a tarefa seja cumprida sem distrações negativas.

10 – Crie um ritual diário:

Aí você chega em casa, exausta e joga os sapatos pelo quarto, larga as roupas pelo chão e faz um verdadeiro monte de intens. Apesar de ser uma tentação, resista! Relaxe apenas quando as coisas estiverem em seus lugares. Esse bom hábito é primordial para um ambiente organizado.

Muito além do que se vê

Não só por objetos e casas, Kondo também demonstra um enorme respeito por cada pessoa que visita e sua história de vida. Como ser humano e Personal Organizer, acredito que o respeito é essencial nesta profissão, por isso, procuro aplicá-lo sempre, sem medidas, em cada missão de organização.

Para mim, é sempre importante prestar atenção e tentar entender sobre o mundo particular em que cada pessoa está inserida. Ao contrário do que se pensa, uma pessoa não é desorganizada porque simplesmente quer, mas porque algo em sua vida a estimula à criar hábitos contrários à organização.

Hoje, no Brasil, acredito que possuamos PersonalOrganizers com grande potencial para trabalhar a partir dos métodos de Marie Kondo, desde que, estes sejam capacitados e tenham qualificação para.Antes de tudo, é muito importante que o profissional analise com cuidado o estilo de vida do cliente para daí iniciar a organização do imóvel.

Gostou? Então nos ajude a espalhar esta mensagem por aí!



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *